12 TOQUES: Inscrições abertas à 1ª etapa do Torneio Aryzão 2019

Etapa será disputada no sábado, 23 de fevereiro, no Shopping Bosque dos Ipês

DADINHO: Inscrições abertas à 1ª etapa da Liga Pantaneira 2019

Etapa será disputada no dia 9 de fevereiro, no Shopping Bosque dos Ipês

12 TOQUES: Adonis Froener vence etapa de encerramento do Aryzão 2018

Botonista vence em ano de estreia como federado; Roberto Giolo, Beneides Jr. e Cláudio Jr. fecham pódio

HALL DA FAMA: Todos os campeões do futebol de mesa

Veja galeria de troféus dos principais torneios oficiais promovidos pela Fefumems

QUEM SOMOS: Veja os botonistas cadastrados em Mato Grosso do Sul

Confira a ficha de cada atleta e o currículo nas principais competições

ESTATÍSTICAS: Todos os torneios oficiais e amistosos

Veja o desempenho de cada botonista em cada torneio da Fefumems

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Novo e-mail de contato do blog

Galera, o blog Futebol de Mesa em Mato Grosso do Sul está com novo-email para receber contatos. É o futeboldemesams@gmail.com. Repassem, divulguem e enviem sugestões e dicas pra gente.

Campeonato Brasileiro interclubes de futmesa será em Petrópolis-RJ


Corinthians, atual campeão brasileiro interclubes


A cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, sediará a quinta edição do Campeonato Brasileiro Interclubes - Modalidade 12 Toques. A principal competição do futmesa nacional será de 12 a 15 de novembro no ginásio de esportes do Petropolitano Foot-Ball Club (Valparaiso).

Serão 24 equipes representando oito estados. O Corinthians, atual campeão brasileiro, já confirmou presença juntamente com Palmeiras (tricampeão 2007/08/09), Vasco da Gama (penta carioca), América (tetra carioca), Curitibano, Fluminense, entre outros.

O evento é organizado pela Confederação Brasileira de Futebol de Mesa em conjunto com a Federação de Futebol de Mesa do Estado do Rio de Janeiro (Fefumerj).

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Dúvidas frequentes da galera


Olá amigos do blog! Nos últimos dias, tenho recebido vários contatos de pessoas interessadas em jogar futebol de mesa em Mato Grosso do Sul. Notei que muitos tinham dúvidas comuns, por isso preparei este post para esclarecer alguns tópicos.

1) Não tenho time. Onde posso comprar?
R.: Visitei as principais lojas de material esportivo da cidade, e o que encontrei não foi animador. Não existe time de botão profissional à venda em Campo Grande, infelizmente. Duas lojas vendem botões semi-profissionais, mas que não são recomendados por causa do péssimo acabamento. O que dá para fazer é encomendar de fabricantes ou lojas especializadas no Rio ou em São Paulo. No menu à direita você encontra vários links.

2) Joguei futebol de mesa muitos anos atrás e hoje estou parado. Onde posso praticar?
R.: Existem grupos de jogadores que estão se organizando para criar um local aberto e de fácil acesso, para todos os interessados frequentarem. A meta do pessoal do blog é que em outubro teremos esse espaço definido.

3) A maioria dos botonistas em Campo Grande joga na regra dadinho, mas jogo em outra regra. O que faço?
R.: Nossa intenção não é limitar o número de participantes com base nas regras. Quanto mais gente, melhor. Se a pessoa está habituada com bola de feltro, vamos lutar para encontrar parceiros. De fato, a maioria joga dadinho. E um fator fundamental é a força que está sendo dada pela diretoria da Federação de Futebol de Mesa do Rio de Janeiro (Fefumerj). Eles estão com um trabalho sério de difusão da regra dadinho pelo país, e Mato Grosso do Sul está na rota.

4) Nunca joguei a sério e quero começar.
R.: Então está mais do que na hora de treinar! Pretendemos realizar campeonatos periódicos para que a galera adquira técnica e tenha experiência de jogo. É só assim que os jogadores melhoram, e o esporte se difunde pela cidade. Se você conhece alguém interessado, chame para participar também.

5) Futebol de mesa tem limite de idade? É coisa para criança?
R.: Não existe limite de idade, dos 8 aos 80 todo mundo pode jogar. A gente joga campeonatos valendo até troféus, mas claro que o futebol de mesa é um lazer, um passatempo. A existência de clubes e federações pelo país apenas demonstra o elevado grau de organização desse esporte genuinamente brasileiro.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Fotos dos torneios Centauro de Futebol de Mesa - Campo Grande/MS

Quer conhecer o futebol de mesa ou juntar-se ao nosso grupo? Entre em contato: helder.rafael16@gmail.com







domingo, 18 de setembro de 2011

Resultados dos Torneios Centauro de Futebol de Mesa


A Loja Centauro do Shopping Norte-Sul, em Campo Grande, cedeu gentilmente um espaço para a realização de partidas de futebol de mesa neste sábado, 17 de setembro. Ao todo, cinco botonistas locais e um convidado de Minas gerais participaram de três mini-torneios durante toda a tarde.

Você pode baixar a tabela completa de todos os Torneios Centauro. Confira a seguir o quadro geral das competições.

1º Torneio Centauro
Campeão: Breno (MG)
Participantes: Bira, Ricardo, Rafael e Hélder (MS); Breno (MG).
Fórmula da disputa: todos jogando entre si em turno único. Pontos corridos
Total de gols: 10 - Média de 1 gol por jogo

Resumo da campanha vitoriosa (Breno):
- 4 jogos - 2 vitórias e 2 empates
- 2 gols marcados - nenhum gol sofrido


2º Torneio Centauro
Campeão: Ricardo
Participantes: Ricardo, Rafael, Bira, Hélder
Fórmula da disputa: todos jogando entre si em turno único. Dois melhores avançam à final
Total de gols: 13 - Média de 1,85 gol por jogo

Resumo da campanha vitoriosa (Ricardo):
- 4 jogos - 2 vitórias e 2 empates
- 6 gols marcados - 2 gols sofridos

3º Torneio Centauro
Campeão: Ricardo
Participantes: Ricardo, Rafael, Bira, Hélder, Lucas
Fórmula da disputa: todos jogando entre si em turno único. Pontos corridos
Total de gols: 16 - Média de 1,6 gol por jogo

Resumo da campanha vitoriosa (Ricardo):
- 4 jogos - 4 vitórias
- 9 gols marcados - nenhum gol sofrido

Inédito: exibição pública do futebol de mesa no Shopping Norte-Sul


A galera do futebol de mesa realizou uma façanha inédita em Campo Grande neste sábado, 17 de setembro. Fizemos demonstrações públicas da modalidade na loja Centauro do Shopping Norte-Sul. Foram mais de seis horas de bola rolando em quadra e muita diversão para todos.

O espaço para a colocação de uma mesa oficial foi gentilmente cedido pela gerência da loja. Os botonistas que toparam o desafio de demonstrar o esporte foram: Bira, Lucas, Ricardo, Rafael e Hélder.

Nossos nobres leitores devem imaginar que um ambiente como shopping em dia de sábado não é o lugar mais propício para a prática do futebol de mesa. Com razão. O jogo demanda concentração dos botonistas, e a balbúrdia de um local público conspira contra o sucesso das partidas.

Entretanto, só por um dia deixamos de lado a seriedade imposta pelo regimento esportivo e abraçamos o lado lúdico do futebol de mesa. O resultado impressionou os participantes.

Botão para matar saudade
O grupo distribuiu centenas de panfletos de divulgação e permaneceu jogando campeonatos das 14h30 até as 20h30. Foram três mini-torneios de 4 ou 5 jogadores. E durante todo esse período, não teve um momento sequer que ficamos desacompanhados de pessoas atentas, curiosas e encantadas pelas partidas. A maioria era de adultos que resgatavam lembranças a cada reluzir do acrílico dos botões. "Ah, eu jogava muito isso quando era criança", diziam.

Havia também crianças, em bom número, interessadas nesse esporte genuinamente brasileiro. Aliás, dizem por aí que a atual geração infanto-juvenil perdeu o gosto pelas brincadeiras tradicionais e só quer saber de video-game e computador. E que, por essa ausência de praticantes, muitos dos divertimentos de outrora correm o risco de desaparecer - entre elas o botonismo.

Pessoalmente, não acredito nessa teoria. Os jogos eletrônicos estão ficando tão complexos e exigentes que será questão de tempo para os jovens abandoná-los. Ruas e praças, ainda que sujas e mal-vistas, logo voltarão a ser palco de peladas com pedras servindo como balizas; da bola de gude e do esconde-esconde; do jogo de taco e da bola indo parar embaixo da roda de algum ônibus coletivo...

Jogue futebol de mesa você também
Experimente a alegria que é defender as cores de um clube por meio dos times de botão. É só participar dos nossos campeonatos. Com isso você ajuda a difundir o esporte em Campo Grande e Mato Grosso do Sul. Não há limite de idade, apenas basta ter vontade. Escreva para helder.rafael16@gmail.com e venha com a gente.

3º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa 2011 - Modalidade dadinho




A Federação Brasiliense de Futebol de Mesa e a Confederação Brasileira de Futebol de Mesa divulgam o programa do 3º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa 2011, modalidade dadinho, que será realizada em Brasília-DF.

O convite é dirigido a botonistas, clubes e federações interessados. O prazo de inscrição termina no dia 19/10/2011.

A competição será nas dependências da APCEF (Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal), localizado no setor de clubes de Brasília-DF.

Mapa de localização: http://www.apontador.com.br/local/df/brasilia/clubes/2JM2S85Z/apcef.html

DATAS DO EVENTO: Dias 22 e 23 de Outubro de 2011.

FÓRMULA DE DISPUTA:

- 1ª Fase: 48 Botonistas divididos em 6 grupos de 8, classificando os 4 primeiros para a OURO, e os 4 últimos para a PRATA.

- 2ª Fase: OURO (16 Botonistas) , PRATA (16 Botonistas) e BRONZE (16 Botonistas).

PRÊMIOS: Os 8 (Oito) primeiros colocados de cada categoria e séries receberão a seguinte premiação: Troféu de 1º a 4º Lugares e medalhas de 5º a 8º Lugares. Todos os atletas receberão uma camisa comemorativa do evento.

TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 50,00

INSCRIÇÕES E MAIS INFORMAÇÕES: ronaldsneri@gmail.com

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Venha praticar futebol de mesa com a gente!


Quem conhece futebol de mesa ou já praticou algum dia mas está parado, agora tem a oportunidade de voltar a jogar. É que um grupo de pessoas está se mobilizando para organizar campeonatos e difundir o esporte aqui em Campo Grande/MS.

Não importa o seu nível de habilidade com os botões. Basta querer jogar e se juntar a nós. Interessado? Entre em contato pelo e-mail helder.rafael16@gmail.com

Na tarde de sábado, 17 de setembro, faremos partidas de exibição na loja Centauro do Shopping Norte-Sul (av. Ernesto Geisel). O objetivo é apresentar o futebol de mesa ao grande público e conhecer possíveis novos praticantes.

E para aquela turma que já jogava em outras regras mas abandonou o esporte por falta de tempo ou de parceiros, chegou a hora de retomar as atividades. Resgate seus botões do fundo daquele baú, dê uma polida neles e comece a treinar chutes a gol!

domingo, 11 de setembro de 2011

Cene vence e elimina Operário-PR na Série D do Brasileirão



A vitória veio, mas a classificação não. O Cene-MS venceu por 3 a 1 o Operário-PR na tarde deste domingo e chegou a 13 pontos no Grupo A7 da Série D do Campeonato Brasileiro. A pontuação é insuficiente para garantir o Furacão Amarelo na próxima fase, e a vaga será disputada em confronto direto com o Oeste-SP, em Itápolis, no domingo que vem. O Cene tem a vantagem do empate. Já o alvinegro paranaense, que precisa derrotar o mandante em Campo Grande para seguir vivo, está eliminado da competição.


Com o resultado, ambas as equipes permanecem na segunda e quarta posições, respectivamente. Na rodada do próximo domingo, o Cene enfrenta o Oeste em Itápolis-SP e o Operário recebe o Mirassol-SP em Ponta Grossa.


CONFIRA A TABELA E A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE D


domingo, 4 de setembro de 2011

1º Torneio Integração - Almeidense campeão!


O Almeidense, do técnico Roberto Giolo, sagrou-se campeão geral do 1º Torneio Integração, disputado neste sábado (03/09) na sede da Embrapa em Campo Grande. O campeonato reuniu oito botonistas e contou com as estreias de Ricardo Velloso (Vasco) e Rafael Domingos (Flamengo) entre os companheiros da Sobotoms.

O torneio leva o nome de Integração, mas bem que poderia ser chamado de Evolução. O nível técnico cresceu em comparação a certames disputados recentemente, como a Copa Aniversário de Campo Grande ou o Torneio Amizade. O fato de não haver times exageradamente fracos ou fortes contribuiu para que os jogos fossem mais acirrados.

A tabela com dois grupos de quatro botonistas baseou-se no Campeonato Carioca: no primeiro turno, todos jogam entre si nos grupos. No segundo, os grupos se cruzam. De cada fase saíam os finalistas que disputavam o troféu simbólico (como nas taças Guanabara e Rio).

O campeão do turno pegaria o do returno, mas Roberto Giolo acabou com a festa alheia e conquistou as duas fases, dispensando a grande final.

O sucesso do Almeidense em quadra pode ser explicado pelo quesito regularidade. Roberto Giolo aproveitou a maioria dos pontos que disputou e manteve a contabilidade do ataque no azul. Fatores que refletiram de forma favorável nos confrontos decisivos de semifinal e final.

A seguir, uma breve análise sobre o desempenho dos participantes:

ALMEIDENSE (Roberto Giolo)
As principais jogadas ofensivas de Giolo são tramadas bem próximo à grande área, mas ele também faz boas incursões a partir do campo de defesa, com arremates a partir do centro do campo que levam muito perigo ao gol adversário. Seu toque de bola é refinado, e o treinador mantém a calma mesmo pressionado pelo adversário.

TRICOLOR (Rodrigo Alva)
O maior patrimônio do técnico está nos seus atacantes: botões de precisão incomum que arrematam bem em qualquer condição. Rodrigo sabe se virar na criação de jogadas ofensivas. É o famoso "time chato" de vencer.

VASCO (Ricardo Velloso)
É impetuoso no ataque e tem alta precisão no controle de bola. Quando o jogo tem ares de tensão, o treinador acaba transmitindo a carga emocional para a palheta - o que pode resultar em reação rápida se o time está em desvantagem. Mas o que conta a favor, também pesa contra. Diante de um adversário muito inferior, a mão pode descalibrar. Foi o caso do Clássico dos Milhões: apesar da avalanche de ataques vascaínos, o placar não saiu do zero contra o Flamengo.

FERROVIÁRIA-SP (Fernando)
É preciso nos chutes a gol e consegue surpreender seus adversários. Tanto que na primeira fase derrotou o Almeidense, que seria depois o campeão do torneio. "Fora o chocolate", nas palavras do técnico Roberto Giolo. Se souber aproveitar melhor a posse de bola na intermediária do ataque, será casca-grossa para qualquer desafiante.

OLYMPIQUE-FRA (Hélder)
O time francês bate a gol sempre que possível, sem trabalhar muito o dadinho. O técnico Hélder começa a experimentar o giro de jogadas entre os lados da cancha, visando ampliar o repertório ofensivo. Conduz a bola com segurança e se desvencilha da marcação com facilidade, mas ainda peca no último toque e desperdiça chances preciosas no ataque.

FLAMENGO (Rafael)
Não joga dadinho há anos e perdeu a prática da palhetada. Apesar de ter tido um desempenho fraco na competição, não fez feio: venceu o bom time da Ferroviária-SP logo na estreia e empatou em zero a zero com três adversários. Saiu do Torneio Integração de cabeça erguida, embora precise treinar mais se quiser brigar por títulos.

CANÇADÃO (Paulo)
Vi apenas um jogo e notei um time retraído em campo, criando pouco ofensivamente. Ao ser pressionado, demorava para revidar as agressões. No geral, Paulo detém todos os requisitos para ser um ótimo competidor.

BORUSSIA DORTMUND-ALE (Gilberto)
Também vi apenas uma partida. Time compacto que trabalha bem o dadinho e chuta a gol com perigo. Chegou às semis e por pouco não faturou um turno.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Baú do esporte: Lembra dele? Jean Carlo, ex-Palmeiras


Galera, abro o post com a reportagem que produzi sobre a carreira do Jean Carlo, ex-Palmeiras na Era Parmalat. A matéria foi publicada nesta sexta-feira (2) no Globoesporte.com, e faz parte da série "Achei!". 

Leia um trechinho: Se já é raro para um atleta chegar aos 40 anos de idade jogando bola, ganhar placa de homenagem por gol marcado então... O meia Jean Carlo, ex-Palmeiras entre 1992 e 1993, alcançou esse feito defendendo o Comercial-MS este ano pelo Campeonato Sul-Mato-Grossense. Clique aqui para continuar lendo!

Cene Círculo Militar de Campo Grande Comercial Escola do São Paulo Operário Sobotoms